Jeny

10 maio 2017 Categoria: DIY

Eu sou apaixonada por Ecobags. Uso quando vou pra faculdade, estágio, mercado… onde vejo que dá pra levar uma eco, estou usando. Pra vocês terem noção, já teve época, de eu ter umas 5 com estampas diferentes.

E nesse post, vou mostrar como eu faço minhas ecos, é muito fácil, rápido e prático.

* Ah, esse post é uma ressuscitação do meu finado blog Petit Jeny *

Materiais Necessários

  • 2 pedaços de 45 x 30(cm) de Algodão Cru, ou o tecido de sua preferência;
  • 2 tiras de 70 x 10(cm) de Algodão Cru;
  • Esquadro;
  • Papel Transfer;
  • Ferro de Passar;
  • Máquina de Costura.

Como Fazer?

Primeiramente, você precisa juntar os dois pedaços maiores do tecido, e alfinetar tudo, para podermos costurar. Lembre de costurar apenas 3 lados.

Depois de fazer a costura reta, eu aconselho a fazer uma costura extra para deixar o acabamento melhor, você pode fazer com a Overlock, ou com o ponto Zig-Zag, como eu fiz. Novamente, faça nos 3 lados.

Nesse momento, bastante calma, para não errar. Na parte de baixo da bolsa, vamos unir as pontas, formando um triângulo. Para ficar certinho, basta juntar a costura lateral, com a costura inferior, e prende com alfinete. O nome dessa técnica, é caixa de leite. Faça nas duas pontas inferiores.

Com a caixa de leite formada, marque 4cm a partir da pontinha, para marcar onde costurar. Marque nos dois lados.

Depois, faça a linha com a ajuda do esquadro, esquadrando pela linha da costura no meio, para ficar certinho. E logo após, costure a linha reta. Não se esqueça de fazer o retrocesso, para a costura não ficar saindo.

Com os dois lados prontos, ficará dessa forma. Ao finalizar a costura da caixa de leite, corte os excessos, e faça a costura de acabamento, igual das laterais.

Vamos passar para a parte de cima da bolsa. Marque 6cm por toda a abertura da bolsa.

Com a marcação pronta, vire mais ou menos 1,5cm para fora, vincando com a unha mesmo. Não é nada muito certinho, mas também tente deixar tudo bem alinhado. Faça por toda a abertura da bolsa.

E agora, vire o restante, encostando a parte vincada, na marcação feita anteriormente. E alfinete tudo, por toda a abertura da bolsa.

Vamos para a máquina costurar cerca de 0,8 – 1cm acima da parte vincada, que encostou na marcação. O interessante aqui, é prender aquele pedacinho que vincamos.

Vamos para as alças, com as tiras. Primeiramente, faça o mesmo esquema de virar e vincar, mas dessa vez, por toda a altura da tira, e dos dois lados.

Una vinco com vinco, e prenda tudo com alfinete. Cuidado para não perder o vinco quando for prender tudo.

E assim como na etapa anterior, faça a costura prendendo o vinco. Mas, dessa vez, faça a mesma costura no outro lado, para ficar esteticamente igual.

Voltamos para a bolsa, e a partir da lateral, vamos marcar onde irá ficar a alça. Eu optei por dar um espaço de 5cm de cada lado, para costurar as alças, mas fica a seu critério.

Coloque a alça depois da marcação, e deixe uns 2cm sobrando para baixo (não apareceu na foto). E coloque alfinetes para segurar.

Primeiro, costure na parte de cima, para segurar. Eu segui o final da bolsa, e deixei um espacinho, para ornar com o restante. Faça essa costura primeiro em todos.

Logo após, vire aquele excesso da parte de baixo para dentro e alfinete de novo.

Faça a costura, seguindo a costura de baixo que fizemos antes, para seguir o fluxo, e não ficar um monte de costura uma por cima da outra.

Com um giz, ou um lápis, bem fraquinho, faça um X dentro desse retângulo. É legal usar uma régua, para ficar retinho, de uma ponta a outra. E costure depois.

Desvire, e sua bolsa está pronta!!

Fazendo a Estampa

Aqui, eu usei o Papel Transfer, para fazer a estampa. Que é uma forma bem democrática de estamparia manual. Eu usei o papel para tecidos claros, e eu mesma montei e imprimi na minha impressora de casa mesmo.

Como dá para ver, está ao contrário, e é exatamente dessa forma que precisa ser impresso, espelhado. Poque quando vamos passar para o tecido, viramos a parte impressa para cima do tecido, invertendo tudo, e ficando da forma certa, olha um esquema.

Você pode tanto usar a folha inteira direto no tecido, como cortar letra por letra, assim como eu (olha, deu trabalho ein). Mas acho que o acabamento fica mil vezes melhor!

Depois disso, é só montar por cima do tecido. Lembre-se: a parte impressa para baixo, e a parte com as linhas, para cima.

Agora com muito cuidado, coloque um papel por cima, para o papel transfer não entrar em contato direto com o ferro de passar. E logo após, só vim com o ferro por cima de tudo. Uma dica, o Algodão Cru é um tecido que queima muito fácil, então maneira esse ferro aí. Não precisa ser super quente, mas também não pode ser frio né. E é legal ter tipo um papelão dentro da bolsa.

Depois de tudo passado, vai ficar dessa forma, tudo grudado no tecido. Uma outra dica, o ideal mesmo, é que esse processo de estampar seja feito antes da peça ser costurada, ou seja, antes mesmo de começar no primeiro passo, unindo os tecidos.

Deixe esfriar um pouco, e com cuidado, comece a puxar o papel. Caso aconteça de você ver que o papel está saindo com a estampa, passe o ferro novamente só nesse pedaço, por isso é importante fazer isso com calma!

E por fim, a bolsa fica assim, pronta e estampada!

Esse post foi inspirado em uma foto antiiiiiiiga que eu postei no instagram, umas das minhas primeiras ecobags, com estampa manual, mas feita com caneta de tecido.

 

 Não deixa de fazer ein, do jeito que é fácil, dá para todo mundo fazer, sem desculpas!!

Espero que vocês tenham gostado, viu. Um beijo, e até a próxima!

Compartilhe!


Me segue pela internet

E não deixe de comentar


Olha o que as pessoas já falaram

Agora me diz o que você achou

Seu email não será publicado ou compartilhado. Os itens com * são obrigatórios (: